Newsletter
 
 
 
 
 
Parceria ZURITEL
 
 
REUNIÃO SUPLEMENTAR PROVA
 
 
SIPE TV
 
 
 
 
 
Novidades
> Ministério reúne com Frente Sindical Docentes às 16h00
16 de Novembro de 2017
 

 

A nossa força de união está a abrir um canal de negociação para repor o que é devido aos docentes,

a Frente Sindical de Docentes (da qual o SIPE faz parte) reúne hoje às 16h00 com o Ministério da Educação.

 

Vamos dando novidades,

todos juntos, temos que conseguir.

 

 

Comunicado

 

Frente Sindical de Docentes reúne amanhã
com Secretária de Estado da Educação às 16h00
 
Amanhã, quinta-feira, 16 de novembro, no Ministério da Educação
 
 

A Frente Sindical dos Docentes foi convocada para uma reunião com a Secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, que se realiza amanhã, quinta-feira, dia 16 de novembro, a partir das 16h00, para dar seguimento às negociações para descongelamento das carreiras dos professores. A reunião realiza-se após a manifestação que juntou hoje mais de 10 mil docentes, em protesto, frente à Assembleia da República, e terá lugar no Ministério da Educação, com a presença da Secretária de Estado da Administração e Emprego Público, Maria de Fátima Fonseca.
 
Esta estrutura, que reúne oito sindicatos que representam milhares de professores de todo o País (ASPL, PRÓ-ORDEM, SEPLEU, SINAPE, SINDEP, SIPPEB, SIPE e SPLIU), estará presente na reunião de amanhã para exigir justiça contra a não contagem do tempo de serviço prevista na proposta do Orçamento de Estado para 2018, que quer «apagar da vida dos docentes nove anos e quatro meses de trabalho ao serviço das escolas, dos alunos e do ensino».
 
O Orçamento de Estado de 2018 prevê que este tempo, em que as carreiras dos docentes estiveram congeladas, não seja considerado para efeitos de progressão na carreira, discriminando os professores face à generalidade dos funcionários públicos. A Frente Sindical de Docentes promete uma posição firme na defesa dos interesses dos professores para «reverter esta situação que o Governo insiste em impor-nos», e salienta que irá exigir «uma solução em que os professores possam ser ressarcidos da totalidade dos anos em que tiveram as suas vidas congeladas».
 
Ficamos à vossa disposição para quaisquer declarações ou esclarecimentos após a reunião de amanhã no Ministério da Educação.
 
Porto, 15 de novembro de 2017

Anterior Seguinte
Voltar
 
A PARTIR DO DIA 1 DE JANEIRO DE 2018 AS CARREIRAS DEIXAM DE ESTAR CONGELADAS
 
 
Não te deixes apanhar
 
 
DESCONGELAMENTO E APOSENTAÇÃO - JÁ
 
 
 
EM DEFESA DA REPOSIÇÃO E MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO
 
 
SIPE Lutas 2016/17
 
 
Lutas Sindicais 2017
 
 
piaget
 
 
MGEN Regresso às aulas
 
 
SIPE Coração
 
 
Facebook SIPE